Press "Enter" to skip to content

Como funcionam os fundos imobiliários e como investir

(Foto: Freepik)

Para iniciar um Fundo de Investimento Imobiliário (FII), a instituição financeira responsável por ele precisa apresentar um documento ao mercado contendo a política de investimentos e as diretrizes gerais do fundo. A partir disso, é realizada a oferta primária do fundo.

As cotas do fundo, de número limitado, são emitidas e lançadas no mercado pela primeira vez. Os interessados podem comprar a quantidade de cotas desejadas e se juntar aos primeiros cotistas do fundo.
Com o capital arrecadado, o gestor do fundo começa a adquirir os ativos imobiliários, de acordo com a política de investimentos proposta.

Após a abertura, o fundo passa a ser identificado por um código (ticker), e pode ter suas cotas negociadas na Bolsa de Valores, da mesma forma que acontece com as ações de uma empresa.

Investir em Fundos Imobiliários é muito simples. O primeiro passo é escolher uma corretora de valores para comprar e vender suas cotas. Para abrir a conta é preciso realizar um cadastro com informações pessoais, dados bancários e apresentar documentos como CPF e RG. Mas fique tranquilo, na maioria das corretoras é possível fazer esse processo de forma totalmente on-line.

Para realizar qualquer operação no mercado, quem investe precisa antes enviar seu dinheiro para a conta na corretora. Várias delas oferecem formas simplificadas de depósito como TED, DOC e transferência bancária.
O passo seguinte é escolher o fundo imobiliário. O mercado oferece uma grande diversidade de FIIs, mas para escolher a melhor opção é preciso estudar bem cada um deles. Antes de tudo, é necessário analisar os ativos, números e histórico de rentabilidade do fundo, verificar a solidez dos seus fundamentos e checar se administração dele é realmente eficiente.

Se ficar com dúvidas, é importante pedir ajuda para a equipe da sua corretora. Contar com especialistas em investimentos é fundamental para encontrar com mais facilidade o fundo que mais se adapta aos seus objetivos.

Após escolher o fundo, basta enviar uma ordem de compra por meio da corretora para adquirir o número de cotas desejadas. Para isso, é preciso digitar o código do fundo, a quantidade de cotas e o valor que você deseja pagar. A oferta segue para o mercado e se houver um participante do fundo disposto a vender suas cotas por aquele valor, o negócio é fechado.

Outra opção é investir em ações de empresas do mercado imobiliário. Neste caso, você pode investir em empresas que também podem se valorizar com o mercado imobiliário, caso das construtoras.