Press "Enter" to skip to content

Plantão News: Vale cai, Petrobras sobe; Braskem, Qualicorp e Intermédica em foco

Projeção da Selic para o fim de 2021 passa de 3,00% para 3,25% (Foto: Shutterstock)

O Ibovespa recuava nesta quarta-feira (2), perto dos 111 mil pontos, cedendo a um movimento global de realização de lucros após fortes ganhos nos últimos dias.

No cenário corporativo, as ações da Vale se destacavam na ponta negativa do índice Bovespa, enquanto NotreDame Intermédica operava na contramão do mercado.

A seguir, leia os principais destaques corporativos do pregão desta quarta-feira:

Salesforce: A Salesforce (SSFO34) anunciou na noite de ontem a compra da plataforma de mensagens corporativas Slack em um acordo de US$ 27,7 bilhões, envolvendo ações e dinheiro. Em tempos de pandemia e trabalho remoto, a aquisição coloca as duas empresas em pé de guerra com plataformas como Microsoft Teams e Zoom. Os BDRs da empresa recuavam 5,92%, a R$ 54.

Azul: A companhia aérea Azul (AZUL4) encerrou de forma antecipada o acordo que havia firmado com os tripulantes de suas aeronaves que previa redução da jornada de trabalho e dos salários em decorrência da pandemia de Covid-19. As ações da companhia subiam 0,38%, cotadas a R$ 39,09.

EDP Portugal: A concessionária portuguesa EDP-Energias de Portugal SA e concluiu a venda do seu portfólio de ativos térmicos e clientes à Total SE por 480 milhões de euros (cerca de US$ 579,4 milhões).

Petrobras: A Petrobras (PETR4, PETR3) recebeu sentença parcial favorável em pleito movido contra a companhia por perdas oriundas de desdobramentos da operação Lava Jato. Investidores estrangeiros alegam prejuízos financeiros causados pelos fatos descobertos na Lava Jato. Os papéis da companhia subiam 2,7%, a R$ 16,30.

Trisul: A Trisul (TRIS3) informou que fará uma emissão de R$ 150 milhões em debêntures, com vencimento em 5 anos. As ações da construtora caíam 0,2%, cotadas a R$ 12,23.

TIM: A TIM (TIMS3) vai adotar home office definitivo para suas operações call center próprio.  Devido à pandemia da covid-19, a operadora adotou o regime de trabalho remoto. Agora, diz que decidiu manter o modelo na área de atendimento ao cliente após avaliar todos os cenários, com foco na qualidade de vida, na garantia da saúde dos colaboradores e na melhor experiência para o consumidor. As ações da empresa avançavam 0,79%, a R$ 13,89.

Vale: A Vale (VALE3) atualizou estimativas e está prevendo uma produção de minério de ferro entre 300 milhões e 305 milhões de toneladas neste ano. Para o ano que vem, a expectativa é de um volume entre 315 milhões e 335 milhões de toneladas. As ações da Vale recuavam 3%, cotadas a R$ 78,80.

Qualicorp: A administradora de benefícios Qualicorp (QUAL3) comunicou um acordo para encerrar a relação societária com Jose Seripieri Filho, fundador da companhia. Com isso, o acordo de não-competição será estendido por mais 2 anos. Os papéis da Qualicorp subiam 1,6%, a R$ 33,71.

Taurus: A Taurus Armas (TASA4) firmou um termo com o município de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, para construir expansão industrial na cidade com investimentos de R$ 110 milhões. A empresa espera ampliar sua capacidade produtiva de atuais 6 mil armas por dia para 9 mil armas por dia. Os papéis da Taurus subiam 3,94%, a R$ 14,76.

Braskem: A agência do governo mexicano responsável pelo sistema de dutos e transporte de gás natural interrompeu o serviço, provocando paralisação das atividades em complexo petroquímico da Braskem (BRKM5) no México. As ações da petroquímica recuavam 3,2%, cotadas a R$ 22,68

NotreDame Intermédica: As ações da operadora de planos de saúde NotreDame Intermédica (GNDI3) subiam mais de 2% na B3 após a empresa divulgar detalhes de oferta subsequente de ações (follow-on), que não traz o receio de diluição de acionistas. A oferta de ações será totalmente secundária, ou seja, um dos acionistas – fundo do grupo Bain&Company – irá vender uma participação na empresa em uma transação de R$ 3,75 bilhões. A ação da Intermédica fora precificada em R$ 69,50. As ações estavam cotadas a R$ 71,91

Pernambucanas: Apesar do recrudescimento da covid-19 no País, a Pernambucanas segue com um plano agressivo de expansão de lojas físicas. A meta da varejista centenária é encerrar o ano com 412 unidades no País, alta de 10%, e bater a marca de pelo menos 450 lojas em 2021, segundo o presidente do grupo, Sergio Borriello.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.