Press "Enter" to skip to content

IBC-Br sobe 6,80% no ano até julho, sem ajuste sazonal

Pela mesma série, o IBC-Br apresenta alta de 3,26% nos 12 meses encerrados em julho (Foto: Shutterstock)

Apesar dos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia, o Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br) teve alta de 6,80% no acumulado de 2021 até julho, informou nesta quarta-feira, (15), a autoridade monetária. O porcentual diz respeito à série sem ajustes sazonais. Pela mesma série, o IBC-Br apresenta alta de 3,26% nos 12 meses encerrados em julho.

O indicador subiu 9,44% no acumulado do trimestre de maio até julho de 2021 ante o mesmo período do ano passado, na série sem ajuste.

Por outro lado, o BC informou que o IBC-Br registrou queda de 0,02% no acumulado do trimestre de maio até julho na comparação com os três meses anteriores (fevereiro a abril), pela série ajustada sazonalmente.

Conhecido como uma espécie de “prévia do BC para o PIB”, o IBC-Br serve mais precisamente como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

A projeção atual do BC para a atividade doméstica em 2021 é de alta de 4,6%. Esta estimativa será atualizada ainda em setembro, no próximo Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

Por Eduardo Rodrigues

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *