Press "Enter" to skip to content

Magalu: Analistas veem queda das ações como exagerada

Piora da perspectiva macroeconômica afetou empresas de e-commerce na B3 (Foto: Divulgação)

As recentes perdas das ações do Magazine Luiza (MGLU3) passaram do ponto e abriram oportunidade de entrada, segundo avaliação de analistas.

Apesar dos desafios de curto prazo, a equipe do Goldman Sachs recomenda comprar os papéis da varejista na B3, estimando um preço-alvo em 12 meses de R$ 25, o que representa um potencial de valorização de 40% ante o patamar atual de R$ 17,40.

Só em setembro, as ações MGLU3 caem mais de 4%, ampliando as perdas acumuladas no ano para 30%. A própria varejista informou ao mercado que desconhece qualquer ato ou fato relevante que justifique a alta volatilidade de suas ações nos últimos dias.

A baixa de Magalu coincide com a fraqueza de outras empresas de e-commerce na Bolsa brasileira. A piora nas perspectivas para a economia, com projeção de crescimento menor do PIB e alta da taxa Selic, repercute no setor. Isso tem um efeito ainda maior em um ambiente extremamente competitivo do mercado de vendas digitais.

“Acreditamos que a trajetória de crescimento da MGLU continua atraente, com ganhos contínuos de participação de mercado (orgânicos e inorgânicos) ajudando a compensar parte do impacto do consumo mais fraco. Uma desaceleração temporária no crescimento anual do GMV [valor bruto de mercadorias] com a base de comparação mais difícil e a eliminação progressiva de estímulos pagos a trabalhadores informais já eram esperados, em nossa opinião, e não deveriam atrapalhar a tese de investimento”, avaliam os analistas do Goldman Sachs Irma Sgarz, Felipe Rached, Chandru Ravikumar e Gustavo Fratini, em relatório.

“Fique de olho! São em momentos de incertezas que surgem grandes oportunidades! Achamos exagerado a reação recente do mercado. A bolsa de valores costuma ser mais impactada por incertezas do que fatos! Nessas horas cabe ao investidor reavaliar os fundamentos e perspectivas futuras da empresa e, contanto que nada tenha sido estruturalmente alterado, cria-se a oportunidade de comprar bons ativos por valores muito atrativos”, escrevem os analistas Rafael Rehder e Eduardo Nishio, da Genial Investimentos, em nota a clientes.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *