Press "Enter" to skip to content

Taxas do Tesouro Direto recuam com melhora no ambiente político

Os juros futuros recuavam e o dólar perdia força ante o real (Foto: Shutterstock)

As taxas de retorno dos títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto recuavam nesta segunda-feira (13), seguindo o tom mais ameno do cenário doméstico e o bom humor internacional.

A melhora interna se deve à mudança no tom por parte do presidente Jair Bolsonaro, que recuou após a repercussão negativa de suas falas nos atos de 7 de Setembro, quando teceu duras críticas ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, e chegou a dizer que não mais acataria ordens do magistrado, sugerindo uma ruptura institucional. Com o clima mais ameno, os juros futuros recuam e o dólar se desvaloriza ante o real, em meio ao ambiente de maior apetite por risco no exterior.

Por outro lado, o Relatório de Mercado Focus do Banco Central (BC) elevou suas projeções para a inflação acumulada em 2021, de 7,58% para 8,00%, e para a taxa Selic ao final do ano, de 7,63% para 8,00%. Além disso, foram reduzidas as estimativas para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro neste ano, de 5,15% para 5,04%.

Cotações

A remuneração do título público Tesouro Prefixado 2024 recuava a 10,11%, de 10,15% na sexta-feira (10). O Tesouro Prefixado 2026 oferecia juros anuais de 10,38%, ante 10,46% no fechamento anterior.

Dentre os títulos indexados à inflação, o Tesouro IPCA+ 2026 oferecia taxa de retorno anual de IPCA mais 4,53%, em comparação com IPCA mais 4,65% na véspera. A rentabilidade do Tesouro IPCA+ 2045 recuava a IPCA mais 4,65% ao ano, de IPCA mais 4,78% no último fechamento.

Títulos públicos

O Tesouro IPCA (antiga NTN-B) proporciona ao investidor uma rentabilidade em termos reais. É um título que paga uma taxa fixa acrescida da variação do IPCA (inflação).

O Tesouro Prefixado (antiga LTN) é um título prefixado, e por isso o investidor tem a exata noção de qual será o retorno obtido desde o dia que efetuar a compra até a data do vencimento do título.

Já o Tesouro Selic (antiga LFT) é um título que proporciona ao investidor uma rentabilidade pós-fixada atrelada à variação da taxa Selic.

Títulos públicos são ativos de renda fixa que possuem a finalidade de captar recursos para o financiamento da dívida pública e financiar atividades do Governo.

Vale destacar que a taxa de retorno e o preço dos títulos públicos têm comportamento inversamente proporcional, ou seja, quando um sobe o outro cai.

Veja as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra nesta segunda-feira:

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *