Press "Enter" to skip to content

Ânimo com retomada ofusca inflação e bolsas sobem

Salto da inflação nos EUA acabou ficando em segundo plano (Foto: William Iven/Pixabay)

Os principais mercados de ações internacionais sobem nesta sexta-feira (11), deixando as bolsas perto de máximas históricas na Europa e em Wall Street, com investidores otimistas com a recuperação econômica enquanto assimilam os últimos dados sobre o nível geral de preços.

A inflação ao consumidor nos Estados Unidos subiu acima do esperado em maio, mas desacelerou na passagem mensal. Analistas notaram que a alta nos preços de setores ligados à reabertura da economia, como hotéis, estão arrefecendo, assim como as commodities.

Investidores monitoram declarações de membros do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em busca de pistas sobre eventual remoção de estímulos injetados na economia diante dos riscos de inflação. Por ora, os juros dos Treasuries (títulos públicos dos EUA) com vencimento em 10 anos recuavam – sinalizando continuidade dos estímulos.

Na agenda econômica, um dos tópicos é a reunião do G7 (grupo que reúne Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão, Reino Unido e EUA), que deve debater imposto global, clima e distribuição de vacinas.

Por volta de 8h00 (horário de Brasília), os futuros dos índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiam cerca de 0,2%. Já o índice europeu Euro Stoxx 600 tinha valorização de 0,5%.

Na Ásia, as bolsas fecharam sem direção única, à medida que investidores digeriram os últimos dados de inflação ao consumidor (CPI) dos EUA, que está no maior nível em quase 13 anos.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *