Press "Enter" to skip to content

Taxas de títulos prefixados do Tesouro Direto sobem; indexados à inflação caem

Tesouro Prefixado 2026 oferecia taxa de retorno de 8,94% ao ano (Foto: Shutterstock)

As taxas de retorno dos títulos públicos prefixados disponíveis para compra no Tesouro Direto avançavam nesta quinta-feira (8), enquanto os indexados à inflação caíam, acompanhando o recuo do dólar ante o real e a abertura com viés de baixa dos juros futuros.

Dentre os motivos para a alta da remuneração dos títulos prefixados se destacam o impasse sobre o Orçamento de 2021, com o mercado aguardando um acordo que garanta o cumprimento do teto de gastos, e a expectativa pelo leilão de títulos públicos marcado para esta quinta-feira. O Tesouro deve ofertar títulos do tipo Tesouro Prefixado com vencimentos para 2022, 2023 e 2024, Tesouro Prefixado com pagamento de juros semestrais com vencimentos para 2027 e 2031 e Tesouro Selic vencendo em 2022 e 2027.

    Receba nossos conteúdos!

    Por outro lado, o jantar amistoso do presidente Jair Bolsonaro com empresários, durante o qual o chefe do executivo se mostrou comprometido com a imunização rápida da população brasileira, e o sucesso do primeiro dia de leilões do governo no setor de infraestrutura, trazem alívio ao mercado, permitindo a queda nas taxas dos títulos indexados à inflação.

    Cotações

    O título público Tesouro Prefixado 2024 apresentava taxa de remuneração anual de 8,37%, ante 8,30% na véspera. O Tesouro Prefixado 2026 oferecia taxa de retorno de 8,94% ao ano, tendo fechado em 8,89% na quarta-feira (8).

    Dentre os títulos indexados à inflação, a taxa do Tesouro IPCA+ 2035 recuava a IPCA mais 4,08% ao ano, em comparação com IPCA mais 4,12% no fechamento anterior. O Tesouro IPCA+ 2055 com pagamento de juros semestrais oferecia IPCA mais 4,46% ao ano, contra IPCA mais 4,50% na véspera.

    Títulos públicos

    O Tesouro IPCA (antiga NTN-B) proporciona ao investidor uma rentabilidade em termos reais. É um título que paga uma taxa fixa acrescida da variação do IPCA (inflação).

    O Tesouro Prefixado (antiga LTN) é um título prefixado, e por isso o investidor tem a exata noção de qual será o retorno obtido desde o dia que efetuar a compra até a data do vencimento do título.

    Já o Tesouro Selic (antiga LFT) é um título que proporciona ao investidor uma rentabilidade pós-fixada atrelada à variação da taxa Selic.

    Títulos públicos são ativos de renda fixa que possuem a finalidade de captar recursos para o financiamento da dívida pública e financiar atividades do Governo.

    Vale destacar que a taxa de retorno e o preço dos títulos públicos têm comportamento inversamente proporcional, ou seja, quando um sobe o outro cai.

    Veja as taxas dos títulos públicos disponíveis para compra nesta quinta-feira:

    Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

    Seja o primeiro à comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *