Press "Enter" to skip to content

China impõe sanções a 13 indivíduos e entidades do Reino Unido

China revida sanções impostas pelo Reino Unido (Foto: Divulgação)

Em meio à escalada das tensões entre a China e potencias ocidentais, o ministério das Relações Exteriores do país asiático anunciou, nesta quinta-feira (25), a imposição de sanções contra 13 indivíduos e entidades do Reino Unido.

A medida é uma retaliação a punições semelhantes impostas pelo governo britânico a Pequim, por supostas violações de direitos humanos na região de Xinjiang. Em comunicado, o ministério chinês alegou que Londres se baseia em ” mentiras e desinformação” e viola as leis internacionais ao interferir em questões domésticas de outra nação.

Segundo a nota, a China convocou o embaixador britânico no país para expressar “firme oposição e forte condenação”. Os alvos das sanções e seus familiares imediatos ficarão proibidos de entrar em território chinês e terão ativos congelados.

“A China está firmemente determinada a salvaguardar sua soberania nacional, segurança e interesses de desenvolvimento, e avisa o Reino Unido para que não vá mais longe no caminho errado. Caso contrário, a China fará resolutamente novas reações”, advertiu.

Além do Reino Unido, Estados Unidos, União Europeia e Canadá também impuseram sanções a Pequim por conta da situação em Xinjiang, onde estaria havendo a repressão sistemática de minorias étnicas islâmicas.

Por André Marinho

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *