Press "Enter" to skip to content

Lucro líquido da Via Varejo cresce 117% no 4º trimestre

Via Varejo consolidou transformação digital ao longo de 2020 (Foto: Divulgação)

A Via Varejo (VVAR3), varejista dona da Casas Bahia e do Ponto Frio, revelou um lucro líquido de R$ 336 milhões no quarto trimestre de 2020, o que representa um salto de 117,2% na comparação com o mesmo período em 2019 e que reflete a maior participação das vendas online.

—> Gostou desta notícia?
Receba nosso conteúdo gratuito, todos os dias, em seu e-mail

    Receba nossos conteúdos!

    No informe do balanço divulgado na noite de terça-feira (2), a companhia destaca o desempenho no digital “bem superior ao do mercado”: as vendas online representaram quase 50% do GMV (valor bruto de mercadorias, na sigla em inglês) bruto, que chegou a R$ 38,8 bilhões em 2020 – alta de 21% na base anual.

    Também no acumulado do ano, o lucro líquido atingiu a marca de R$ 1 bilhão, ante prejuízo de R$ 1,4 bilhão em 2019, consolidando a reestruturação da companhia.

    Expansão digital

    “A transformação digital permitiu, em pouco tempo, uma grande virada no nosso crescimento e na nossa rentabilidade. (…) Nossos clientes estão se tornando cada vez mais multicanais, digitais e multiplataforma. E esse cliente digitalizado agora gasta duas vezes mais e retorna com mais frequência quando comparado àquele das lojas físicas”, informa a administração da Via Varejo.

    “Nossa penetração em públicos de maior renda dobrou ao fim do ano, reflexo da força da nossa estratégia de comunicação, da boa aceitação de nossas marcas e do sucesso do reposicionamento do tão querido ‘Bahianinho’ para CB. Ou seja, hoje temos clientes de todas as classes sociais e idades”, acrescenta.

    Ebitda

    O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da empresa totalizou R$ 545 milhões nos últimos 3 meses de 2020, revertendo o resultado negativo na base anual.

    Já a receita líquida da Via Varejo somou R$ 11,2 bilhões no quarto trimestre do ano passado, um crescimento de 27% sobre igual intervalo em 2019.

    Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

    Seja o primeiro à comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *