Press "Enter" to skip to content

Ranking: as 10 ações com maior potencial de queda na B3, segundo projeções

Mercados temem aumento excessivo de movimentações especulativas em Wall Street (Foto: Oleg Gamulinskiy/Pixabay)

O Ibovespa fechar 2020 no azul após o estrago sofrido pela pandemia de Covid-19 mereceu comemoração. Mas a variação anual de 2,9% do Índice Bovespa é quase irrelevante em comparação com algumas ações na B3 que subiram bastante e estão negociando acima da média dos preços-alvo estimados por bancos e corretoras.

—> Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito, todos os dias, em seu e-mail

O time da Guide Investimentos fez um trabalho de compilar as projeções estipuladas neste momento por analistas de diferentes instituições financeiras e, assim, conseguiu chegar a um consenso de mercado sobre o potencial de algumas empresas.

E o ranking mostra que há empresas que estão precificadas na Bolsa em até 30% acima da média dos preços-alvo do mercado. Ou seja, em tese, teria mais espaço para cair do que subir. Em tese.

“Os dados compilados mostram como mercado tem observado tais empresas. É importante ressaltar que tais dados não representam necessariamente a opinião da Guide Investimentos”, afirma a corretora, em relatório.

Na metodologia, o “preço-alvo mercado” representa a média dos preços-alvo dos analistas dividida pelo preço de fechamento do último pregão, subtraído por 1. Foram excluídas do ranking empresas com menos de 3 coberturas ou análises defasadas. Os dados foram obtidos por meio da Bloomberg e consideram os preços de fechamento de sexta-feira (15). 

Veja o ranking das 10 ações com os maiores potenciais de queda em janeiro:

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *