Press "Enter" to skip to content

Plantão News: BTG eleva aéreas, Petrobras Day e vendas de Magalu e Via Varejo

‘Onda azul’ democrata nos EUA eleva aposta por novos estímulos fiscais na economia (Foto: Pixabay)

O Ibovespa ampliava a queda no início da tarde desta segunda-feira (30), acompanhando a realização de lucros nas bolsas norte-americanas no último pregão do mês, após os ganhos históricos apurados ao longo de novembro.

—> Tudo que você precisa saber sobre o mercado, todos os dias, em seu e-mail

Por volta de 13h00 (horário de Brasília), o Índice Bovespa caía 0,77%, aos 109.716 pontos, interrompendo uma série de cinco altas seguidas. Por ora, o Ibovespa acumulava ganhos de 17% em novembro, caminhando para selar o melhor mês desde 1999.

Na contramão do principal índice da B3, as ações da Petrobras (PETR4) subiam 0,7% em meio às notícias do evento Petrobras Day. Já os papéis de bancos se destacavam negativamente depois de liderarem os ganhos de novembro, com investidores embolsando lucros.

A seguir, leia os principais destaques corporativos do pregão desta segunda-feira:

Azul: A equipe de análise do BTG Pactual atualizou estimativas para o setor aéreo, elevando a recomendação para Azul (AZUL4) de “neutra” para “compra” e aumentando o preço-alvo em 12 meses de R$ 26 para R$ 47. As ações da Azul subiam 5,4%, a R$ 38,88.

Gol: No caso de Gol (GOLL4), os analistas do BTG Pactual mantiveram a recomendação de “compra” e ajustaram para cima o preço-alvo em 12 meses de R$ 27 para R$ 31. A preferência deles no setor aéreo permanece em empresas focadas no mercado doméstico. Os papéis da Gol avançavam 3,9%, a R$ 23,87.

Petrobras: Em meio ao evento Petrobras Day nesta segunda-feira, a informação de que Petrobras (PETR4, PETR3) irá apresentar um novo plano de desinvestimentos circula no mercado e favorece as ações da estatal petrolífera, mesmo com a queda do preço do petróleo.

NotreDame Intermédica: O grupo NotreDame Intermédica (GNDI3) divulgou em fato relevante as informações da oferta subsequente de ações (follow on). Será uma oferta secundária, na qual o vendedor será o fundo Alkes II, braço de private equity da Bain&Co., que ofertará 40 milhões de ações, inicialmente. As ações da empresa recuavam 1,6%, cotadas a R$ 68,44.

Magazine Luiza: A Magalu (MGLU3) atingiu um crescimento de vendas no e-commerce durante a Black Friday de mais de 100%. Com isso, segundo a varejista citando a Ebit/Nielsen, aumentou em 10 pontos percentuais seu marketshare no e-commerce brasileiro em novembro. A categoria supermercado foi um dos destaques. As ações da companhia caíam 1,7%, a R$ 23,76.

Via Varejo: A Via Varejo (VVAR3) atingiu a cifra de R$ 3 bilhões em vendas totais durante a Black Friday, superando em 37% o recorde de R$ 2,2 bilhões de 2019. As vendas online da rede varejista, dona da Casas Bahia e do Ponto Frio, cresceram 99%. As ações da empresa perdiam 3%, a R$ 17,91.

Itaúsa: A Itaúsa (ITSA4) comunicou que considera positiva a possibilidade de a XP pretender adquirir a Newco (sociedade que reunirá a fatia do Itaú Unibanco na XP). Informou que irá avaliar a proposta, com interesse em manter participação relevante na Newco no curto prazo. As ações da Itaúsa recuavam 1,4%, a R$ 10,72.

Itaú Unibanco: O Itaú Unibanco (ITUB4, ITUB3) firmou contrato de 10 anos com a Amazon Web Service para migrar seus sistemas de tecnologia para a nuvem, segundo informação do Valor Econômico. A iniciativa tende a permitir maior agilidade, em um passo decisivo para a transformação digital do banco. As ações preferenciais do Itaú caíam 0,4%, a. R$ 28,82.

CCR: A concessionária de infraestrutura CCR (CCRO3) divulgou o tráfego consolidado referente às suas rodovias (em quantidade de veículos) na semana passada ante igual intervalo em 2019. E registrou um aumento de 10% no tráfego de veículos de passeio e comerciais. No consolidado do ano, foi apurada queda de 2,8% na comparação anual. Os papéis da CCR avançavam 1%, a R$ 13,06.

Oi: Na sexta-feira, a operadora de telefonia confirmou o acordo fechado com a Advocacia Geral da União (AGU) para o pagamento de multas à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A companhia conseguiu um desconto de 50% na dívida total de R$ 14,333 bilhões, e o valor total a ser pago será de R$ 7,205 bilhões. As ações ordinárias da Oi subiam 2,9%, a R$ 2,11.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.