Press "Enter" to skip to content

Musk, BNY Mellon e fundos por trás do recorde do Bitcoin

Há ao menos 3 fatores importantes fundamentando a disparada recente do preço do Bitcoin, que atingiu nova máxima histórica nesta terça-feira (16), acima dos US$ 50 mil, segundo avaliação do CEO da corretora de criptomoedas Brasil Bitcoin, Marco Vinicius Castellari.

“O primeiro fato é o Elon Musk, um dos homens mais ricos do mundo comprou bilhões de dólares utilizando o caixa da Tesla e está fazendo propaganda gratuita ao Bitcoin. O segundo é que fundos de investimento como a Grayscale estão comprando bilhões de dólares em Bitcoin e até o banco mais antigo dos EUA, BNY Mellon, anunciou que vai começar a custodiar criptoativos”, diz Castellari.

    Receba nossos conteúdos!

    De quebra, a intensa injeção de dinheiro dos governos para socorrer as economias da pandemia de Covid-19 “desvaloriza as moedas fiduciárias em relação ao Bitcoin, que possui sua emissão controlada”.