Press "Enter" to skip to content

JBS quer ser uma casa de marcas bilionárias

A gigante brasileira de proteína animal JBS (JBSS3) pretende ter ao menos 10 marcas com faturamento de mais de US$ 1 bilhão (mais de R$ 50 bilhões, ou cerca de 25% do atual faturamento global da companhia), em um jogo de busca por maior valor agregado nas operações nos Estados Unidos, Brasil, Austrália e Reino Unido. “A gente quer fazer uma casa de marcas”, disse o CEO global da JBS, Gilberto Tomazoni, ao Valor Econômico. 

“Antigamente, era mais difícil construir marcas, mas ficou mais fácil com as mídias sociais. Você consegue interagir diretamente com o consumidor. O desafio ainda é grande, mas se você tiver capacidade de inovação, consegue construir marcas, e estamos apostando nisso”, afirmou Tomazoni.

    Receba nossos conteúdos!

    Para tanto, a companhia contratou o publicitário Sérgio Valente para ser o CMO global. Valente trabalhou na diretoria de marca do Grupo Globo e foi presidente da agência DM9DDB.