Press "Enter" to skip to content

CEO do BB seria o próximo na mira de Bolsonaro; ações caem

A queda de 11% das ações do Banco do Brasil (BBAS3) nesta segunda-feira (22) reflete a especulação de que o presidente do BB, André Brandão, seria o próximo a deixar o comando de uma estatal por decisão do presidente Jair Bolsonaro.

A informação que repercute entre investidores “é negativa na medida que expõe, mais uma vez, os riscos de ingerência política na estatal e coloca em xeque qualquer possibilidade do BB assumir uma gestão mais liberal no atual governo”, avalia a Ativa Investimentos.

    Receba nossos conteúdos!