Press "Enter" to skip to content

Bancos e seguradoras sobem na contramão do Ibovespa

As ações de bancos e seguradoras avançam nesta quinta-feira (18) na contramão do Ibovespa, que ampliou as perdas em linha com a queda das bolsas norte-americanas que refletem o receio de investidores sobre a alta dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, os Treasuries.

Por outro lado, os papéis do setor financeiro sobem na Bolsa brasileira, na esteira da decisão do Copom e elevar a taxa Selic em 0,75 ponto percentual, para 2,75% ao ano.

    Receba nossos conteúdos!

    Conforme explica Flávio Duarte, gestor e sócio da gestora de fundos quantitativos Pandhora Investimentos, os bancos e seguradoras são os principais beneficiários de um aumento na taxa de juros. “Os bancos emprestam dinheiro no juro de curto prazo e investem no longo prazo, e as seguradoras aplicam o prêmio que os segurados pagam pelas apólices de seguro boa parte no juro de curto prazo”, disse ao Mercado News.

    Na reta final dos negócios na B3, o Ibovespa caía 1,8%, aos 114.437 pontos, enquanto os papéis de Bradesco (BBDC4), Itaú (ITUB4), Santander Brasil (SANB11) e SulAmérica (SULA11) avançavam 1,4%, 0,3%, 2,7% e 1%, respectivamente.