Press "Enter" to skip to content

Ativa refaz contas para estatais; indica vender Petrobras e manter BB

Em reação ao desejo de troca de comando por parte do governo, os analistas da corretora Ativa Investimentos mudaram a recomendação para as ações da Petrobras (PETR4) de “compra” para “venda”, reduzindo o preço-alvo de R$ 35,90 para R$ 20. “Acreditamos ainda que, embora o ajuste feito pelo mercado tenha sido considerável, a possível perda de mecanismos, como a paridade, que fortalecem a rigidez do controle dos atuais níveis benignos de endividamento, pode abrir espaço para seu desconto perante os pares se dilatar”, dizem.

Para Banco do Brasil (BBAS3), a equipe da corretora mudou a indicação aos papéis de “compra” para “neutro”, ajustando o preço-alvo de R$ 47 para R$ 35. Na visão dos analistas, mesmo sendo estatal, o banco teria espaço para valorização em reflexo de melhora na gestão e menor risco de interferência política. Mas… “as recentes ações do governo, com demissões de diretores de estatais e ameaças ao programa de reformulação administrativa do banco, nos tornam céticos sobre uma possível melhora na governança”.

    Receba nossos conteúdos!

    No caso de Eletrobras (ELET3), a recomendação do time da Ativa passou de “compra” para “neutro”, diminuindo o preço-alvo de R$ 42,45 para R$ 29. “Acreditamos que o papel não deve responder a fundamentos enquanto o cenário envolvendo sua privatização não estiver menos nebuloso o que, até́ o encerramento deste ciclo eleitoral, não deverá ocorrer.”