Press "Enter" to skip to content

Ações: Bolsa cai com cautela externa e inflação

Confira os principais destaques corporativos do pregão desta sexta-feira (Foto: Shutterstock)

O Ibovespa, principal índice de ações da B3, operava em queda na tarde desta sexta-feira (24), oscilando na faixa dos 113 mil pontos. O mercado sente o reflexo da volta das preocupações da crise de liquidez da Evergrande que prossegue no radar ao fim desta semana. Também em destaque, o IPCA-15 de setembro, que acelerou para 1,14%, além de falas de dirigentes do Federal Reserve.

A seguir, leia os principais destaques corporativos do pregão desta sexta-feira:

Petrobras (PETR4): A ANP aprovou o pedido da Petrobras para a alteração da transferência de titularidade das autorizações de operação para a Refinaria de Mataripe S.A., na Bahia. Acompanhando a alta das cotações do petróleo, as ações subiam 0,34%, cotadas a R$ 26,93.

BR Malls (BRML3): A companhia comprou a empresa de comercialização de mídia Heloo Mídia. As ações caíam 2,20%, cotadas a R$ 8,44.

Banco Inter (BIDI11):  A Stone e o Inter estão em conversas sobre potencial fusão, informou o Valor Econômico. As units do banco digital subiam 0,89%, cotadas a R$ 61,12.

Vale (VALE3): O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou a mineradora a pagar indenização de R$ 100 mil a caminhoneiro que trabalhava em local atingido pelo rompimento da barragem de Brumadinho. As ações caíam 1,20%, cotadas a R$ 77,96.

Marfrig (MRFG3): A produtora de carne bovina atingiu uma participação de 31,67% do capital social da BRF (BRFS3). As ações subiam, respectivamente, 1,03% e 1,46%, cotadas a R$ 22,63 e R$ 24,27.

Eletrobras (ELET6): A companhia concluiu a operação de venda conjunta das ações da Norte Brasil Transmissora de Energia (NBTE) pela sua controlada Eletronorte, para a Leovac Participações. As ações caíam 0,96%, cotadas a R$ 39,22.

Embraer (EMBR3): A EmbraerX, subsidiária para negócios de inovação da empresa, e a norte-americana Pyka anunciaram uma parceria para acelerar a pulverização agrícola autônoma. As ações caíam 1,34%, cotadas a R$ 23,57.

Hapvida (HAPV3): O Grupo HB Saúde aceitou a oferta da Hapvida, de R$ 650 milhões, para a aquisição de até 100% da empresa, vencendo a SulAmérica (SULA11) na disputa pelo HB. As ações caíam 0,67%, cotadas a R$ 14,79.

JHSF (JHSF3): A empresa deu início à segunda expansão de capacidade do Aeroporto Executivo Internacional, operado pela companhia em regime de permissão. As ações caíam 1,90%, cotadas a R$ 6,20.

Vamos Locação (VAMO3): A empresa aprovou o preço por ação em follow-on em R$ 16,75 e movimentou R$ 1,098 bilhão. As ações caíam 3,74%, cotadas a R$ 16,75.

Totvs (TOTS3): A XP iniciou cobertura das ações da Totvs, com recomendação de “compra” e preço-alvo de R$ 48. As ações caíam 2,04%, cotadas a R$ 38,33.

Gol (GOLL4): A companhia aérea confirmou a captação de US$ 150 milhões no mercado de dívida externa com reabertura de seus títulos de dívida externa (bonds), com vencimento em 2026. As ações caíam 0,14%, cotadas a R$ 21,48.

Bluefit (BFFT3): A empresa reduziu o preço da ação e tem demanda para concluir IPO hoje, disse o Estadão.

Evergrande: Apesar de ter acumulado enormes dívidas, a empresa do setor imobiliário chinês não recebeu alerta de sua auditoria.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *