Press "Enter" to skip to content

Ações da Oi caem com resultados fracos; BTG vê oportunidade

Ações da Oi caem na B3, contrariando a alta do Ibovespa (Foto: Divulgação)

Atualizada às 17h23

Os resultados trimestrais da Oi (OIBR3) foram considerados fracos pelos analistas, mas a equipe do BTG Pactual continua achando a ação da empresa de telefonia no patamar de R$ 1,70 uma grande oportunidade de investimento.

“Estamos confiantes de que a venda da operação móvel e da empresa de infraestrutura será concluída de forma satisfatória e prevemos um bom crescimento proveniente dos negócios de fibra óptica da empresa”, dizem os analistas do BTG Carlos Sequeira e Osni Carfi, em relatório. Eles estimam um preço-alvo de R$ 3,10 aos papéis OIBR3 em 12 meses.

A Oi, que está em recuperação judicial, encerrou o primeiro trimestre de 2021 com prejuízo líquido de R$ 3,508 bilhões, uma redução de 44% em relação à perda obtida um ano antes, de R$ 6,253 bilhões.

Houve queda na receita que, segundo a empresa, refletiu a segunda onda da pandemia de Covid-19, com impacto no segmento móvel pré-pago e em TI de dados corporativos. Na parte móvel, a má notícia também repercute nas rivais Vivo (VIVT3), TIM (TIMS3) e Claro, que devem ficar com a rede móvel da empresa.

Nesta quinta-feira (13) na B3, as ações ordinárias da Oi fecharam em queda de 7,06%, cotadas a R$ 1,58. Já o Ibovespa terminou o dia em alta de 0,83%, aos 120.705 pontos.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Seja o primeiro à comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *