Press "Enter" to skip to content

Petrobras mantém meta de atingir dívida bruta de US$ 60 bi em 2022

O conselho de administração da Petrobras (PETR4, PETR3) aprovou na quarta-feira (25) o plano estratégico para o período de 2021 a 2025, mantendo a prioridade de redução da dívida.

Tudo que você precisa saber sobre o mercado, todos os dias, em seu e-mail

A estatal petrolífera aponta a meta de dívida bruta de US$ 67 bilhões em 2021 e investimentos de US$ 55 bilhões para 2021-2025, sendo 84% alocado em exploração e produção de petróleo e gás.

“A diminuição da dívida e a desalavancagem financeira continuarão a ser prioritárias, sendo a geração de caixa operacional e os desinvestimentos fundamentais para esses fins. De janeiro de 2019 a setembro de 2020, mesmo com os impactos da Covid-19 e do choque do petróleo em 2020, conseguimos reduzir a dívida bruta em US$ 31 bilhões e mantemos nossa meta de atingir US$ 60 bilhões em 2022”, diz comunicado enviado ao mercado.

A Petrobras também apresentou métricas de “intensidade de emissões de gases do efeito estufa” e “volume vazado de óleo e derivados” como itens que “deverão impactar diretamente a remuneração não só dos executivos, mas de todos os empregados da companhia em 2021″.

A companhia prevê a diminuição das emissões totais em 25% até 2030, assim como a redução de 50% na captação de água doce nas operações até 2030, “com foco no reuso”.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *