Press "Enter" to skip to content

Ações da Oi sobem na B3 em dia de leilão de ativos

A Oi assinou o contrato de venda do seu segmento de data center com a Piemonte Holding (Foto: Divulgação)

As ações da operadora de telefonia Oi (OIBR3, OIBR4) operavam em alta na B3 em quinta-feira (26) de leilão de venda de ativos da tele, em mais uma etapa do processo de redução de endividamento da empresa, que está em recuperação judicial desde junho de 2016.

Tudo que você precisa saber sobre o mercado, todos os dias, em seu e-mail

A gestora Pátria Investimentos e a Highline do Brasil, do fundo norte-americano Digital Colony, vão disputar o negócio de torres da Oi, segundo apuração do Valor Econômico.

A Highline do Brasil tem a oferta preferencial de R$ 1,06 bilhão, ao passo que a gestora Pátria também se habilitou para fazer oferta por meio de um de seus fundos de infraestrutura. Além da divisão de torres, a operadora receberá proposta pelo negócio de data center.

Por volta de 11h40 (horário de Brasília), as ações ordinárias da Oi subiam 2% (R$ 2,03), enquanto os papéis preferenciais avançavam 2,3% (R$ 3,02). No mesmo instante,  o Ibovespa caía 0,5%, na faixa dos 109 mil pontos, após três valorizações seguidas.

Siga o Mercado News no Twitter e no Facebook e assine nossa newsletter para receber notícias diariamente clicando aqui.